Gerações

Geração Ar (1950-1974)

Se de 1950 a 1974 tivemos uma geração Ar, então, pela lógica da Nova Ordem dos Elementos, a geração anterior a ela foi uma Geração Água. Ou seja, quem nasceu entre 1925 e 1949 pertenceu a uma geração Água. E, para entender bem a geração Ar da qual vamos tratar aqui é preciso entender primeiro de onde ela veio, por isso, vamos começar falando um pouquinho dos seus predecessores, ou seja, da geração Água do Século XX que nasceu entre 1925 e 1949, os pais da Geração Ar.

Os pais da Geração Ar, a Geração Água, vieram de um momento delicado da nossa história arrastando os conflitos da primeira e em plena segunda Guerra Mundial. Naquele momento, no lugar do elemento predominante Água trazer um sentimento inclusivo de amor universal, acabou servindo de combustível para o aumento de um sentimento de medo propositalmente deflagrado por um pequeno e organizado grupo de indivíduos que decidiu explorar um grande e desorganizado número de seres humanos. A seu favor, além do dinheiro, aquelas poucas e tradicionais famílias da época encontraram no medo sua principal arma para unir ou dividir as massas de acordo com seu próprio interesse. Estar e permanecer vivo neste contexto já era sinônimo de vitória.

Em 1950 surge então a Geração Ar. Cansada de guerras sem fim e percebendo o coração machucado e preocupado com a sobrevivência por parte dos seus pais chegam para espalhar sobre o mundo um novo perfume, o da rebeldia, da quebra de padrões. Naquele momento rebeldia era estudar, era ter a oportunidade coletiva de entender um pouco mais sobre o mundo e a vida e fazer isso não para tirar vantagem acadêmica ou econômica, mas sim, para ser um agente de transformação, uma peça capaz de denunciar com ousadia e sem medo as falhas no sistema econômico e político e sua tendência em opor-se à inteligência e liberdade humana.

Se pensarmos em todo o movimento marcante deixado pela geração que nasceu entre 50 e 75 fica claro de perceber que o mundo jovem ganhou um destaque inédito ocupando as ruas, os cinemas, a moda e, principalmente, um espaço privilegiado na música que tornou-se sua mais poderosa forma de protesto. Os incríveis anos 60, por exemplo, aconteceram bem ali, no meio desta onda que tomou o mundo entre 50 e 75, onde os jovens ganharam visibilidade e deixaram uma marca de busca por liberdade de expressão e uma vida descomprometida com tudo que estava estabelecido. As ideias (Ar) ousaram disputar força com a matéria (Terra). Por isso, costumo dizer para turmas de jovens em palestra nas escolas: "Se vocês acham que são diferentões e revolucionários é porque não têm ideia do que seus pais e avós fizeram. Aquilo sim era rebeldia! Aquilo sim era música!"

Motivando esta rebeldia e quebra de padrões estabelecidos havia uma espécie de insight histórico coletivo por parte da geração Ar de que não havia esperança na manutenção do mundo da forma como estava. Era preciso mudar, pensar diferente, por isso, ser jovem e revolucionário entre 1950 e 1975 era um sinal de lucidez. Apesar do medo que receberam como legado dos seus pais, da sua parte, esta geração Ar conseguiu provar para o mundo que o conhecimento e a inteligência são as ferramentas para transformação sendo preciso estar disposto a abrir a mente de forma inédita para entender o que estava acontecendo consigo mesmo e com o mundo ao seu redor.

Mil artigos científicos não seriam capazes de explicar sem a ajuda dos elementos da Era da Sabedoria como a Geometria e a Nova Ordem dos 4 Elementos o que aconteceu para marcar a decadência deste movimento. Esta geração que existiu entre 1950 e 1974 encontrou o seu fim quando a energia mais questionadora e transformadora do Ar foi, aos poucos, perdendo espaço para a energia mais parada e pé no chão da Geração Terra que veio a seguir. Os furacões e tornados trazidos pela Geração Ar que abalaram mas não chegaram a derrubar os pilares da sociedade atual foram, aos poucos, abrindo espaço para uma nova turminha da tecnologia muito mais preocupada em ganhar dinheiro e ser alguém na vida do que, necessariamente, mudar o mundo.


capítulo anterior
Introdução
próximo capítulo
Geração Terra (1975-1999)

Obrigado, {{contato.nome}}!
Seu comentário foi enviado.


Conte-nos o que achou deste capítulo...



contato@eliti.com.br
(48) 9 9982-6011
Florianópolis e Blumenau

desenvolvido por